Carnaval de Rua de São Paulo

A festa na cidade cresceu e hoje já somos o segundo endereço mais popular durante a  comemoração. O carnaval de São Paulo tem sua infraestrutura garantida pelo poder público municipal e  de 2015 a 2017 houve um crescimento de 40% no número de blocos de rua. Por essa saturação, a prefeitura cobrou uma taxa dos grandes blocos de fora da cidade, que queriam participar do concorrido pré-carnaval de São Paulo.

Para quem não entendeu essa atitude da prefeitura, boa sorte ao tentar inscrever um bloquinho paulistano em um dos também concorridos pré-carnavais de Salvador e Rio de Janeiro.

Outra medida que gerou polêmica entre os foliões foi a limitação de alguns trajetos e número máximo de 20.000 mil pessoas por bloco. Essa medida foi posta em prática pela gestão Haddad, Dória apenas continuou com essa limitação.

Fato é que o carnaval de São Paulo vem crescendo a cada ano e tem tudo para se tornar um patrimônio turístico e financeiro da cidade. Por isso, faz todo sentido implantarmos algumas regras para a maior segurança e comodidade de todos, inclusive dos que moram nas regiões em que os bloquinhos acontecem.

Você tem alguma sugestão para melhorarmos o carnaval de rua de São Paulo? Clique no botão PARTICIPAR e envie uma mensagem à minha equipe!

Em cada rede social você encontrará conteúdos exclusivos sobre meu dia a dia e mandato como Vereador. Não deixe de acompanhar!