Governador e vereadores discutem integração para melhorar a segurança pública

Geraldo Alckmin se reuniu com parlamentares de vários municípios brasileiros para discutir a importância da descentralização do estado. Como representante dos vereadores de SP, Caio Miranda Carneiro (PSB) recebeu os colegas de outras regiões do País

 

Por Fábio Busian

Fotos: Alexandre de Paulo

 

Integração entre município e governo do estado, englobando prefeitos, governadores, deputados e vereadores, para trabalhar conjuntamente temas sensíveis e que afetam diretamente a população, esse foi o tema central da reunião entre representantes da União de Vereadores do Brasil (UVB) e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). O encontro, que aconteceu no Palácio dos Bandeirantes nesta segunda-feira (9), contou com a participação de representantes de 14 estados, entre ele o vereador Caio Miranda (PSB), que é diretor da União dos Vereadores do Estado de São Paulo (UVESP) e recebeu os colegas de outras regiões.

Para Caio Miranda, existe uma separação muito grande entre município e estado que deve ser revista, pois o trabalho em conjunto é primordial para o entendimento de temas sensíveis e que afetam diretamente a população. “Lógico que cada um tem seu papel dentro do sistema federativo brasileiro, mas o município não pode achar que a segurança pública não tem nada a ver com sua administração, tem que ser uma estratégia conjunta e permanente. Assim como educação e saúde, em que ambos têm suas responsabilidades. Quanto mais integração, melhor. Sou municipalista, e é sempre bom conversar com pessoas experientes como o governador Alckmin, que tem essa mesma visão de país”, disse Miranda.

Alckmin contemplou a fala de Caio pontuando os diferentes programas em andamento em São Paulo, como a construção de creches-escolas geridas pelos municípios, a importância do fortalecimento municipal e citou modelos de gestão internacional, entre eles o sistema de segurança de Nova Iorque (EUA), totalmente administrado pela cidade. “Quanto mais nós descentralizarmos os governos, a legislação mais perto da população, mais ganha a sociedade. Além disso, tem de haver participação, o governo moderno é aquele que interage, ouve e dialoga. Assim erra menos e acerta mais”, afirmou Geraldo Alckmin. “Sou um convicto defensor de fortalecer a federação brasileira com a descentralização”, concluiu.