Relator esclarece Reforma da Previdência do servidor de São Paulo em audiência pública e TV

Audiência Pública para discutir a Reforma da Previdência do Servidor Público de SP foi realizada na quinta-feira na Câmara Municipal; o relator, vereador Caio Miranda Carneiro, também apresentou o seu ponto de vista à Record News

“A retirada da alíquota suplementar de 5% para 144 mil servidores que recebem até o teto do INSS já é uma conquista”, aponta Caio

 

 

Por Fábio Busian

Fotos: Alexandre de Paulo

 

Na noite desta quinta-feira (15), o vereador Caio Miranda Carneiro (PSB) esteve no programa LinkNews, da RecordNews, explicando à população os mitos e verdades que circulam sobre a Reforma da Previdência Municipal dos Servidores. Como relator do projeto na Câmara de São Paulo, Caio coloca como essencial uma mudança na forma de arrecadação, mas que tenta conciliar todas as partes para que o projeto aprovado seja o mais justo possível. “Algumas vitórias já foram conquistadas, como a retirada da alíquota suplementar de 5% para 144 mil servidores que recebem até o teto do INSS, equivalente a R$ 5.645,80”, afirma.

“O servidor não é culpado pelo o que está acontecendo, mas se não fizermos nada agora a situação ficará insustentável”, alerta Caio

 

Ao ser questionado sobre a necessidade imediata de fazer essa reforma, Miranda foi claro que a culpa é de administrações passadas, que empurraram o problema com a barriga, por ser impopular, e deixaram o déficit chegar a quase cinco bilhões de reais só em 2017. “Se em 2005, quando o José Serra era prefeito, tivessem feito os reajustes necessários, hoje não estaríamos passando por essa dura realidade. O servidor não é culpado do que está acontecendo, mas se não fizermos nada agora para estancar esse buraco, ninguém vai receber nem o salário, como acontece no Rio de Janeiro”, alerta.

 

Assista íntegra da entrevista na Record News (Clique aqui)

 

Acompanhe abaixo ponto de vista defendido pelo vereador Caio Miranda na audiência pública:

 

Leia mais sobre o tema: Audiencia-publica-reforma-da-previdencia-municipal-SP/