“Emoção por Drac deve virar campeonato e investimento no centro de esportes radicais”

Proposta é do vereador Caio Miranda Carneiro (PSB), que criou lei para homenagear embaixador do BMX no Brasil e destinou emendas para melhorias no parque que agora leva o nome do atleta

 

Por Fábio Busian

Fotos: Arthur Duran

 

Em meio a centenas de ciclistas, numa manhã fria de domingo (20), dona Luciene se emocionava ao relembrar a história de amor de seu filho José Wilton Oliveira, o Drac, pelo BMX. Ao lado, a nora, Silvana, e a neta, Sofia, a abraçavam na homenagem a um dos ícones do esporte radical em São Paulo, morto brutalmente em novembro de 2017 na sua loja de bicicletas, na Santa Cecília. Procurado por amigos da vítima para uma homenagem póstuma, o vereador Caio Miranda Carneiro (PSB) propôs em lei mudar o nome do Parque de Esportes Radicais e fazer desta tragédia um recomeço para o esporte BMX na cidade.

Secretário Damião (à dir.) e o vereador Caio conversam com a mãe do Drac, dona Luciene: “Isso me conforta o coração”, disse ela

 

“Sou muito honrada pelo meu filho e por tudo que ele construiu”, disse dona Luciene. “Me deu uma neta maravilhosa e hoje, aqui, vejo tantas pessoas homenageando e lembrando do José Wilton com tanto carinho. Isso me conforta o coração.”

 

Em seu discurso no descerramento da placa que mudou o nome do local para Parque José Wilton de Oliveira “Drac”, Caio afirmou que a homenagem precisa vir de ações que valorizem o trabalho de Drac junto à comunidade de esportes radicais. “Essa luta vai continuar. Hoje, é uma placa, mas agora vamos lutar com emendas para trazer um festival anual e envolver escolas. A luta tem que ser permanente.”

 

Legado e futuro — Para Silvia Gasperoto, viúva de Drac, o importante é manter viva a ideia dele, para que os esportes radicais ganhem cada vez mais notoriedade no Brasil. “Eu acho que essa placa é uma causa legítima e justa, porque ele adorava esse lugar. Ele lutou muito pelo esporte, para que existisse mais apoio para esse pessoal. Eu que vivi dentro daquela loja com ele percebia como o Drac era justo, um cara que deixava de vender uma peça, perdia dinheiro, para não enganar ninguém. Que esse ideal dele ecoe”, conclamou.

Vereador Caio e o secretario Damião, rodeados de amigos e parentes do homenageado, descerraram placa do parque Drac

 

O secretário municipal de Esportes Jorge Damião, também presente ao evento, disse acreditar na realização de um sonho de várias pessoas e amigos que o procuraram. “Essa ideia foi transformada em realidade pelo Caio Miranda, na forma de lei. Isso é um legado e passa a ser uma ação de futuro: temos que nos preocupar com essas crianças, de passar pra frente o ideal que o Drac tinha. Uma salva de palmas para ele”, pediu.

Espaço recebeu R$ 200 mil em emendas; vereador Caio pretende incluir na agenda evento que valorize os esportes radicais

 

Equipamentos — Além dos R$ 200 mil em emendas para conserto de equipamentos, o vereador Caio Miranda Carneiro pretende incluir na agenda um evento que valorize os esportes radicais, toda primeira semana de novembro, aniversário do ciclista Drac. Comprometeu-se ainda a lutar por emendas para novas pistas e equipamentos como bebedouros por todo o parque.

O vereador lembrou que quanto mais se investe nesse tipo de ideia, menos crianças se desvirtuam. “Hoje mesmo conheci um menino de 15 anos que já é campeão mundial. Poxa, nós mal conhecemos nossos campeões, precisamos valorizar esse tipo de conquista”, completou.