Vereador une-se ao Facebook no esforço para capacitar jovens da periferia de São Paulo

Caio Miranda Carneiro visitou, a convite do coordenador de projeto piloto do Facebook Brasil, Edu Alcebíades, iniciativa que prevê capacitar 7 mil jovens até o fim deste ano em tecnologia e gestão

 

Por Arthur Duran *

Texto e fotos

 

O vereador Caio Miranda Carneiro reuniu-se na sexta-feira, 18/05, com o coordenador da Estação Hack do Facebook, projeto piloto da empresa, único no mundo, para juntos estudarem a melhor forma de capacitar tecnologicamente jovens profissionais e empreendedores da periferia.

O executivo Edu Alcebíades recebeu o vereador na sede do projeto, na Avenida Paulista, em São Paulo. “Se há um tipo de capacitação que é vital para o país e para os jovens, é a tecnológica”, defende Carneiro. “Agora, se esta capacitação é oferecida às pessoas de menor poder aquisitivo, aí somamos também o aspecto social.”

Alcebíades acrescentou que a Estação Hack não cria aplicativos para solucionar demandas sociais, mas sim, os próprios jovens com suas histórias, adaptam o conhecimento tecnológico a um conteúdo que atinge sua demanda social.

Vereador Caio Miranda e assessoria foram recepcionados pelo coordenador da Estação Hack do Facebook, Edu Alcebíades (à dir)

 

Iniciativa inovadora – A Estação Hack é um projeto piloto do Facebook para o Brasil, instalado em São Paulo. Objetiva fornecer cursos de programação e tecnologia para jovens de 13 a 25 anos com renda de até três salários mínimos. Sua meta é formar 7 mil alunos até o fim deste ano.

O Facebook busca ainda, por meio do cadastro, estabelecer paridade de gênero e priorizar pessoas com deficiência.

Entusiasta das novas tecnologias, Caio acredita e defende que a capacitação dos jovens é vital para o desenvolvimento do país

 

Aos jovens de 13 a 17 anos, especificamente, são oferecidos cursos introdutórios à programação e tecnologias. Aos jovens de 16 a 25, o curso Mastertech, que seleciona aproximadamente metade de seus melhores alunos para um curso mais extenso (4 semanas) chamado Academia Mastertech.

Inscrições – A Estação possui ainda uma incubadora de startups que incentiva e dá suporte a iniciativas que possam ser usadas dentro e fora do Facebook. Os cursos são oferecidos por parceiros da plataforma no Brasil, como a própria Mastertech. Para se inscrever basta acessar o site.

 

* Com informações de Julia Molina e João Pedro Leme